Qual é melhor orientação Solar para uma casa ou um apartamento?

Sempre quando vamos comprar um apartamento ou terreno, o corretor traz o assunto.. “Aqui é sol da manhã, ali é o sol da tarde, etc..”. Tá, mas e o que isso quer dizer? Na realidade ele está te dizendo, de outra maneira, onde está o Norte, em relação ao imóvel. O norte tem significado de “guia” ou direção certa, pois em (quase) todos mapas do globo, ele está para cima. Até o Google Maps, principal programa utilizado para nossa localização, também usa esse padrão.  E não é atoa que o Norte para nós tem mais significado de guia ainda, pois aqui na região sul do Brasil, a orientação Norte é muito importante.

A incidência solar não é idêntica em todo o globo terrestre, tanto que, com a inclinação do eixo da terra, somado à translação da Terra,  temos uma variação de insolação em diferentes hemisférios e, consequentemente, variação de estações do ano. Porém, mesmo dentro do mesmo hemisfério, temos variação dessa incidência do sol sobre o território, o que interfere no projeto arquitetônico. Aqui podemos ver um vídeo que explica um pouco disso:

Isso tudo gera uma variação de trajetória do sol no céu, e assim, quanto mais ao sul do globo formos, mais ao norte o sol vai nascer no inverno. Por isso, se você tem uma janela com abertura direcionada à norte, você percebe que a insolação varia ao longo do ano, “entrando mais sol no inverno e menos no verão”. Essa variação faz com que a orientação norte seja a melhor insolação para a nossa região, pois no inverno temos uma insolação abundante, e no verão uma insolação bem menor. Para elucidar melhor essa questão, fizemos 3 gifs (um representando a incidência no verão, outro no inverno e outro no outono/primavera), a partir de um ambiente com uma esquadria à norte, e com simulação ao longo de cinco horários do dia (às 8, 10, 12, 14 e 17 horas). Veja o resultado no projeto da residência CRV.

Verão – Note como o sol mal entra na peça, ele chega a fazer sombra à sul, pois ele nasce e se põe a sul, no forte do nosso verão.

Outono e primavera – É o caminho do meio, note como o sol entra um pouco na peça, e já não faz sombra ao sul

Inverno – É nesta época  que a abertura à norte é o “ouro”. O sol no solstício, na nossa latitude, chega a fazer um ângulo de 40° com o norte, ele está literalmente na diagonal em relação ao plano do território, por isso entra tanto na peça. Imagina um cochilo de tarde nessa cama!

Existem várias estratégias para otimizar ainda mais as vantagens dessa insolação. Quando tivermos uma fachada à norte, ou direcionada ao quadrante norte, uma marquise/laje horizontal ajuda muito para que na estação quente (final da primavera até o final do verão) não se tenha a incidência solar dentro do espaço. Mas essa mesma marquise não vai impedir o sol de entrar quando chegarmos no inverno, justamente pela inclinação do sol, conforme já comentado. Veja nas imagens estáticas abaixo a variação entre a insolação ao meio dia no inverno, verão e primavera/outuno.

Veja como no inverno o sol entra muito na peça, enquanto no verão ele mal entra no dormitório.. a primavera/outuno é um meio termo. 

Da para ver que no inverno o sol é mais baixo, à norte, enquanto no verão o sol passa mais “à pino”, chegando a nascer e se pôr no sul. Por isso a insolação norte é a melhor que podemos ter aqui na nossa região para as peças de uma casa ou apartamento que tenham permanência continuada(sala e dormitórios). Se o uso for um escritório, um espaço comercial ou industrial, as necessidades vão ser  totalmente diferentes e talvez a orientação sul ou leste seja a mais adequada.

Cuidados extras com o Sul.

Como o norte é a orientação mais agraciada com o sol, o Sul é a menos favorecida. É nela que perdemos mais calor no inverno, é nela que podemos ter mais problemas de umidade e de mofo. Quando pensamos em projeto, é preciso ter cuidado não só com o calor que entra na edificação, mas também com o calor que perdemos no inverno, como é o caso dos ambientes a sul. 

Leste e Oeste

São insolações boas, que funcionam bem para áreas preferencialmente de dormitório,  pois apesar do ganho de calor no verão e de ter menos sol no inverno, são fáceis de refrigerar ou aquecer com o ar condicionado, pois geralmente possuem metragens menores que os espaços sociais. O oeste recebe mais calor que o leste, principalmente porque começa a receber o calor do sol com o dia já mais quente, e sentimos mais esse calor pois tendemos a ocupar nossas casas mais a tardinha, do que no final da manhã.

Escolha pessoal 

Vale lembrar que isso é uma regra geral, existem preferências pessoais. Tem gente que prefere dormir até tarde, acordar com o nascer do sol ou ainda não ter sol na área social. Isso tudo tem que ser conversado com o seu arquiteto, além, claro, de pensar a  relação com a rua, piscina, vista, etc. Enfim, a insolação  é só mais um dos fatores do projeto, você pode priorizar outros. 

Espero ter colaborado para que  você entenda um pouco melhor a gana que os arquitetos têm pelo Norte!

Colaborou com esse texto, fazendo as imagens nosso estagiário Willian Nunes!

Escrito por

Gaúcho, Santa Mariense, Arquiteto e Urbanista que um dia foi anarquista.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s