Como começo uma casa?

Muitas vezes vemos que os clientes têm dúvidas de como se faz para ter um projeto de uma residência, quantos profissionais precisam, o que é necessário para “aprovar na prefeitura”, e qual o caminho percorrido do projeto até pisar pela primeira vez na casa pronta. Vamos te ajudar a entender um pouco melhor tudo isso.

Bom, vamos pelo começo. A primeira coisa a se fazer é ter o terreno né. Muita gente compra o terreno e depois procura o arquiteto, mas às vezes os arquitetos auxiliam até na compra do terreno. Se tem dúvidas de como escolher terreno, já fizemos um post sobre isso. Bom, com o terreno em mãos você vai atrás de orçamentos de profissionais, arquitetos e engenheiros, e se você tem dúvidas sobre a diferença entre arquiteto e engenheiro, dá um clique nesse post aqui. Definido o profissional, o que eu faço? Bom, vamos explicar como funciona na LP arquitetos:

Reunião de orçamento 

Aqui você vai discutir o projeto com o profissional, explicar o que quer, tamanho, quantos quartos, quantos pavimentos, ideia de metragem e o tipo de engajamento que você quer do profissional, ou seja, se quer projeto da casa inteira e ainda projeto de interiores completo ou então só o projeto arquitetônico da residência e o básico de interiores. A ideia é ter uma noção do tamanho e do tipo de casa que você quer, para que possamos dimensionar a quantidade de trabalho que teremos, e elaborarmos o orçamento.

Orçamento

Uns dias depois dessa reunião inicial a gente tem o seu orçamento montado, específico para o seu projeto. Se fechar conosco, a gente vai para as etapas do serviço, que são:

Briefing do projeto.

Quase que uma ampliação da primeira reunião, mas aqui temos um questionário completo sobre sua futura casa e sua família. É uma reunião específica para captar os anseios e necessidades da sua família, ao mesmo tempo que tentamos sacar qual o seu estilo, suas referências, e mostramos as nossas, para compormos as bases estéticas do seu projeto.

Projeto arquitetônico

O projeto arquitetônico é o projeto propriamente dito. Aqui na LP arquitetos apresentamos a planta baixa junto a imagens foto realísticas dos projetos. É neste momento que se define todo conceito do projeto, como a residência vai ficar depois de finalizada, a distribuição e dimensão dos espaços, aparência da casa, etc., é quando o cliente visualiza pela primeira vez seu futuro lar. Essa etapa é mais demorada, geralmente leva de 30 a 40 dias para se montar todo o conceito da casa, e preparar o projeto para apresentação. Depois disso, é necessário que o cliente aprove. Geralmente existem modificações, o que exige que a gente volte à prancheta para apresentarmos o projeto novamente. Quando você aprova o projeto, quando percebe que é isso mesmo que você quer, aí passamos às outras etapas.

Aprovação na prefeitura

Aqui é onde ocorre o primeiro trâmite burocrático, vamos falar sobre isso em outro post, que vai falar somente sobre essas etapas envolvendo a prefeitura. Mas, em síntese, este é um momento mais de trabalho interno do escritório, e de envio do projeto aos órgãos necessários.

Projetos complementares

Os projetos complementares são os projetos de estrutura, elétrico, telefônico, hidro sanitário e outros necessários para a execução da casa. Nessa etapa geralmente indicamos engenheiros que tenham especialidade no assunto, acreditamos que especialistas terão melhor desempenho, trazendo projetos mais eficientes em termos de gasto com estrutura, fiação e tubulação. Além disso, hoje é necessária a aprovação do projeto junto às concessionárias, o que demanda um pouco de experiência e contato com as concessionárias de água e energia. 

Projeto executivo

Concomitante aos projetos complementares, vamos desenvolvendo o projeto executivo, que nada mais é do que o detalhamento completo do projeto arquitetônico e seus elementos. Aqui vamos detalhar esquadrias, quantificar e definir pisos e acabamentos em geral, fazer o projeto de forro e luminotécnico, além de definir as questões necessárias para os projetos complementares, como pontos elétricos, hidráulicos, entre outros aspectos. Enfim, é uma série de detalhamentos e definições para que a execução da residência ocorra conforme idealizada no projeto. O produto desta etapa é um volume grande de pranchas e listagens, tudo para poder fazer o orçamento e execução da obra.

Orçamentação

Com os projetos executivos em mãos, vamos para a orçamentação. Com todas as definições de projeto, conseguimos orçar com empreiteiros a obra da casa. Fica difícil orçar o material grosso (tijolo, concreto e madeira), por isso focamos nos elementos de revestimentos e acabamentos. Com os detalhamentos e quantitativos da etapa anterior, conseguimos também cotar esquadrias, revestimentos, luminárias, gradis, entre outros. Além disso, auxiliamos o cliente nas lojas, elucidamos dúvidas dos demais profissionais envolvidos no processo, explicamos projetos, e vamos montando o orçamento de todas essas partes que compõem a residência. Esta etapa, assim como as etapas explicadas a seguir, se estende desde o início até o final da obra, pois há elementos que não orçados logo no comecinho, e outros que só serão adquiridos no final da obra.

Acompanhamento

O acompanhamento é feito através de visitas a obras, esclarecimento de dúvidas com os profissionais, além da análise minuciosa da obra como um todo, garantindo a adequada execução do projeto. Geralmente são visitas semanais ou até quinzenais, dependendo do andamento da obra. Conforme a obra avança para a etapa de acabamentos, as dúvidas vão aumentando e o arquiteto precisa ficar atento e mais presente à obra. 

Gerenciamento da Obra

Essa etapa é a mais delicada e onde podem entrar mais profissionais. Quem desempenha esta função pode ser um gestor de uma construtora, um arquiteto, um engenheiro, um administrador ou o próprio proprietário. O gerenciamento consiste em organizar os profissionais, a compra de materiais, e toda a parte burocrática por trás de uma obra. É necessário entender em que etapa é necessário que cada produto ou profissional esteja na obra e se adiantar aos problemas. Claro que isso não é feito sozinho, no geral o mestre, o engenheiro e o arquiteto auxiliam nesse papel, quando não é o próprio engenheiro ou o arquiteto que o desempenham. 

Esquema do andamento de projeto

Bom espero que assim fique um pouco mais fácil entender o processo todo para você fazer a sua casa. Caso tenha dúvidas, não hesite em chamar a nossa equipe, e acompanhe nosso trabalho no insta e no nosso site!

Escrito por

Gaúcho, Santa Mariense, Arquiteto e Urbanista que um dia foi anarquista.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s