Invista em Iluminação e forro de gesso

Uma coisa importante dentro de um projeto de interiores é a iluminação. Muitas vezes renegadas pelos moradores, iluminação distribuída da maneira certa pode deixar a vida em casa muito mais confortável, seja para a assistir um filme, para ler um livro, para cozinhar, ou até para escolher roupa no armário.

Forro existente

Às  vezes não nos damos por conta, mas ter um forro de gesso pré-existente em um imóvel adquirido é uma boa vantagem. Com  alguns recortes no forro e passagem de nova fiação, você pode recriar a iluminação de todo o ambiente e qualificá-lo bastante, com um projeto luminotécnico completo, porém sem custos de realização do forro de gesso. Essa é uma ótima solução para quando você compra o imóvel pronto, e não na planta, e tem pressa para a mudança. Dentro da LP arquitetos já foram vários projetos assim,  dentre eles o apartamento ECO, que foi comprado depois do Residencial Monteiro Lobato ficar pronto, e para otimizar a obra resolvemos distribuir iluminação sem alterações no forro de gesso. 

Veja abaixo o projeto luminotécnico do apartamento, que originalmente contava com dois pontos em cada peça. E tudo foi feito sem mexer no forro de gesso.

Luminotécnico

O maior custo dessa transformação foram as luminárias, mas sendo trabalhado com embutidos mais básicos, acaba não sendo alto custo de implementação. Essa iluminação fez toda diferença no apartamento, que também recebeu projeto de pintura e mobiliário. Confira o resultado do apartamento completo aqui no nosso site. 

 

Sem forro de gesso!

E se não tiver forro, for só a laje rebocada? Bom, ai você tem algumas outras opções… Uma delas é fazer o projeto de um forro de gesso, de madeira, ou misto, e já prever a distribuição de iluminação por ele. A vantagem deste sistema é que você pode fazer o forro específico para o espaço, marcando bancadas, criando sancas para embutir iluminação indireta, escondendo vigas, ou seja, transformando o ambiente.

Esse foi o caso do projeto do apartamento AMAF, onde a reforma integrou a cozinha ao espaço social, sendo utilizado o forro de gesso para esconder as vigas, marcar espaços como bancada e jantar, e distribuir iluminação. Veja algumas perspectivas do imóvel e o projeto completo no nosso site.

Soluções alternativas!

Não tem forro no apartamento, e não quer gastar com um novo? Existem alternativas, e aqui escolhemos as duas mais utilizadas.:

Forro parcial

É uma opção, fazer um forro somente em um pedaço, em uma parte do teto. O forro parcial pode ser feito no local onde uma parede foi removida, escondendo a viga que ficou à mostra e aproveitando e distribuindo iluminação, ou ainda apenas em uma porção específica para distribuir iluminação em pontos chave do projeto. Essa pequena interferência já muda a cara do imóvel e ajuda a criar cenários de iluminação, e pode ser realizada com o forro de gesso, o forro de madeira convencional, e até mesmo com painéis em madeira, conferindo unidade com o mobiliário projetado. Uma solução parecida com essa foi realizado no apartamento AER, onde a parede foi removida e o gesso novo escondeu a viga que estava ali, e funcionou para distribuir a iluminação no espaço.

 

Trilho de iluminação e eletroduto aparente.

O trilho de iluminação é uma solução coringa para o espaço, que permite distribuir alguns spots de iluminação através de um perfil, que pode ser preso junto ao teto ou pendurado. É uma solução mais restrita, linear, mas já colabora para ter uma iluminação melhor em ambientes com um único ponto de luz central.

O uso de eletroduto ou eletrocalha aparente é uma solução parecida com a do trilho de iluminação, mas que permite maior abrangência. É como se o arquiteto definisse os pontos de iluminação, e a instalação é realizada de forma aparente, ou seja, o eletricista instala o eletroduto ou eletrocalha (onde passa a fiação) e as luminárias, mas sem o forro de gesso. É uma solução que remete a uma aparência mais industrial, inspiradas em soluções de retrofit (adaptação de edifícios existentes), mas pode facilmente ser adaptada ao espaço doméstico. É preciso ter cuidado na distribuição dos eletrodutos, construindo linhas e desenhando caminhos, pois já que vão ficar aparente, precisam ter um desenho harmonioso. Muitas vezes vale a pena fazer o uso de pintura destes eletrodutos ou eletrocalhas também.

Aqui na LP arquitetos utilizamos essa solução em vários projetos, principalmente os comerciais. Você pode ver o resultado deles aqui na sala 54, sede da LP arquitetos, na cervejaria Growler House e na escola de inglês House, english for life.

Gosta de iluminação e quer entender mais sobre isso? Aqui em Santa Maria temos uma colega especialista nisso, a Arquiteta Christiane Krum, que tem um perfil no instagram  e um canal no Youtube. Acompanhando ela pelas redes sociais, você pode aprender muito mais sobre esse assunto.

Independente da solução que vocês escolher, invista em iluminação, tenha certeza de que vale a pena!!

Escrito por

Gaúcho, Santa Mariense, Arquiteto e Urbanista que um dia foi anarquista.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s