Por que assistir a NFL!

Já está em andamento a Temporada deste ano do Futebol Americano. A NFL tem ganhado não só telespectadores, mas também muitos fãs aqui no Brasil. Eu acompanho já faz 2 anos, apesar do horário (que vai piorar!). E se você tem dúvidas de acompanhar ou não, aqui vão meus humildes 5 motivos para assistir à NFL.

Estratégia

É um jogo que envolve muita estratégia, são inúmeras jogadas, sejam de passes, de jogo corrido, fake punt e outras. Você provavelmente vai demorar mais de uma temporada para entender, ainda mais se você imagina que basta passar a bola para o jogador que está correndo. É muito mais que isso! Um básico exemplo são as jogadas corridas, onde o time que aplica pode fazer para gastar tempo, ganhar jardas (óbvio) ou ainda ter ela como blefe,  para que a defesa não saia(recue) apenas marcando o passe.

Da uma olhada no vídeo do Paulo Antunes na NFl Play explicando uma dessas jogadas corridas.

Já se o assunto envolve passe, confere mais um vídeo do Paulo Antunes que ele explica a árvore de rotas dos recebedores.

Uma batalha de Força

Todo esporte de força física impressiona, mas na NFL as vezes o jogo vira quase um batalha campal. Os defensives tackles  tem como um dos principais objetivos derrubar o quarterback, o que muitas vezes ocorre. A força deles é impressionante, eles são a  primeira linha da defesa e ela é composta de jogadores que não querem dar um só passo para trás. 

Confira um vídeo com alguns dos melhores nesta posição

E o que dizer da batalha que alguns corredores traçam?! Eles decidem, por conta própria,  ir correndo com a bola em direção a essa bruta linha de defesa, desviam, quebram tackles e muitas vezes chegam além do esperado.

Aqui tem uns favoritos meus, particularmente, adoro jogo corrido:

Eddie Lacy (hoje no Seatle)

C. J. Anderson

C.J., neste vídeo em específico tem papel fundamental na vitória sobre o Patriots de Tom Brady, note que o Patriots está quase sempre na frente do placar,  no meio do jogo começa a nevar em Denver e na prorrogação, a corrida de C.J. para o Touchdown(TD) dá a vitória para o time do Colorado.

Mídia e entretenimento

Os americanos sabem vender, isso é inegável. Meu sogro, em visita a Califórnia,  “filosofou” que o “Pinheiro Solitário” na seven miles drive, se fossem dois, seriam “O casal de pinheiros solitários”, ou seja, não é só o ambiente, e sim a perspectiva construída por quem conta a história. Em resumo, eles sabem fazer negócios e o público tem capital para comprar. Assim, os estádios são espetaculares, quase sempre cheios, os intervalos bem pensados (aproveitando paradas técnicas), e as partidas especiais tem entradas dos times especiais, homenagens e as vezes shows. Além disso a produção é muito boa, as câmeras bem posicionadas, não faltam imagens e explicações.  Se tens curiosidade, pesquise sobre as franquias, os estádios e como funciona as escolhas de jogadores do colegial. Vale a pena olhar e estudar o negócio.

Bom, do Superbowl não vou nem falar, não dá graça.

Tecnologia a favor

A tecnologia, hoje debatida no futebol brasileiro, é utilizada faz tempo na NFL, mas com parcimônia. Cada time tem quantidade limitadas de desafios (rever a jogada em vídeo), e por isso só exige os desafios  quando acha que a jogada vale a pena. Porém, para não prejudicar um time, as jogadas de pontuação sempre são revistas, além disso, nos últimos dois minutos de cada tempo (2° quarto e 4° quarto) não tem mais desafio e todas jogadas polêmicas são revisadas em vídeos pela arbitragem. Isso diminui a chance de erro e deixa os times mais confiantes e obedientes à arbitragem.

Quer entender mais as regras, dá uma olhada nesse guia

Os narradores e comentaristas são demais

Por último, não tem como não notar a narração bem humorada e elucidativa que é dada pelas equipes da ESPN no Brasil. No fim, Everaldo Marques, Paulo Antunes, Paulo Mancha, Rômulo Mendonça e Antony Curtis conseguem explicar, comentar quem marca e usa a hashtag #nflnaespn , avisar que a novela ta acabando e narrar o jogo para que você dê risada sozinho na sala assistindo.

Da uma olhada em algumas narrações, que algumas se passam em momentos com grandes jogadas.

Em meio a latidas, caos, “que homem!”, a narração ganha vida e diversão, sem medo de falar de outros canais e esportes, é uma conversa sincera. 

Da uma conferida no Rômulo Mendonça

Se não te convenci, da uma olhada nesse vídeo, resumo do Superbowl do ano passado, onde uma virada histórica aconteceu, estava 27 x 3 para os Falcons, faltava 17 minutos para o fim do jogo, e o Patriots consegue, jogada após jogada, empatar no tempo normal, e depois. arranca uma vitória na prorrogação. A história virou exemplo em todo o mundo. Não estamos falando de jogos espetaculares que aconteceram a 15 ou 20 anos, e sim ano passado.

Se você já assiste e esqueci de algum detalhe, é só falar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: