As edificaçãoes de 4 pavimentos e o Residencial Roma

Estudo do Residencial Roma inserido em seu entorno

Existe uma tipologia de edificação muito utilizada em Santa Maria e em todo país, o edifício residencial de 4 pavimentos. Essa tipologia geralmente antecede, nas cidades e localidades, aos edifícios mais altos, como se fosse um ensaio em menor escala, uma espécie de tempo de experiência e permanência das construtoras para depois dar passos maiores.  Há inúmeros fatores para a construção em larga escala desse tipo de edificação, mas no município de Santa Maria podemos citar três fatores principais, uma junção entre economia da construtora, legislação urbana e morfologia dos terrenos da cidade.

A edificação de 4 pavimentos é uma opção geralmente mais econômica. Essa tipologia costuma ter um custo menor por metro quadrado(m²), dentre vários fatores que contribuem para isso, cito alguns a seguir.

A edificação possui um peso pontual menor em uma área mais distribuída, o que acarreta em menores custos com fundações (dependendo evidentemente da composição do solo e do tipo de fundação). Outro importante fator é que sua estrutura vertical, que transmite a carga dos pavimentos para o solo, é menor. Ou seja, apesar de vigas e lajes suportarem um vão igual nos pavimentos (em caso de pavimentos tipos iguais), a descarga desse peso sobre os pilares ou a alvenaria portante é menor, pois serão menos pavimentos apoiados nessa estrutura. Quando aumenta o número de pavimentos e a estrutura de um prédio, considerando uma estrutura convencional de concreto armado, aumenta também  a secção do pilar e viga que é utilizada para suportar o peso próprio.

Fonte: O custo das decisões arquitetônicas – Juan Luis Mascaró(org)

Outro ponto importante em questões de custos estruturais é o contraventamento. Conforme a altura da edificação se eleva, esse custo também só sobe, pois mais estruturas precisarão estar ligadas para garantir a segurança da edificação.

Fonte: O custo das decisões arquitetônicas – Juan Luis Mascaró(org)

Outros pontos que também baixam o custo de uma obra de 4 pavimentos referem-se à sua execução, por normalmente não necessitarem de equipamentos de alto custo na mesma, como elevadores de obra, gruas e outros. Já tratando do produto final, por norma a edificação de até quatro pavimentos dispensa a obrigatoriedade de elevador, um custo bastante significativo em caso de edificações com poucas unidades privativas.

É claro que há alguns itens da construção (como projetos, compra de alguns materiais e  específicos tipos de mão-de-obra) que acabam sendo barateados em obras de grande porte, porém de qualquer forma o valor global de investimento de uma edificação de até quatro pavimentos é menor, pois geralmente possui uma área menor, o que viabiliza sua ampla utilização. A seguir abordo o conjunto dos outros 2 condicionantes que acabam por definir esta tipologia bastante utilizado, os quais são a morfologia urbana e a legislação dos municípios para construções.

Em quase todo o território brasileiro, as cidades são formadas por malhas de quarteirões quadrados ou trapezoidais, com dimensões bastante variadas. Dentro desses quarteirões existem lotes que precisam ter ligação com a rua. Por alguma razão, provavelmente comercial, ou alguma outra (as quais não serão aqui abordadas pois este não é objetivo deste artigo) as quadras foram sendo divididas em lotes de maneira a melhor aproveitar a testada com a rua, ou seja, deixando o maior número possível de lotes em uma mesma quadra com acesso direto à via pública. Isso acabou gerando uma tipologia de terrenos bastante comum, com dimensões bem menores para o logradouro e dimensões amplas com os lotes vizinhos. Essa distribuição permite que mais lotes tenham acesso à infraestrutura pública, otimizando ela e concentrando habitações em terrenos estreitos e compridos.

Em Santa Maria existe uma grande quantidade de terrenos de 10 a 14 metros de testada em que sua profundidade facilmente chega aos 40 ou 50 metros. Até alguns anos atrás, isso não era impeditivo para a construção de uma edificação com altura elevada, – como nesse caso na R. Acampamento. Porém a legislação urbana vem mudando para permitir uma maior ventilação e iluminação nas edificações, e a partir de 2004 esses terrenos ficaram quase que fadados a serem de edificações de 4 pavimentos. A legislação urbana não permite encostar edificações com mais de 2 andares nas duas divisas, salvo exeções (onde já existe edificação na divisa é permitido encostar até a altura da edificação lindeira, ou em terrenos com até 12 metros de testada, nos quais pode encostar em uma das divisas edificações de até 4 pavimentos).

Dessa maneira, o incentivo a essa tipologia cresceu ainda mais, pois é uma edificação menor, com um custo menor por metro quadrado, que atinge o máximo que a legislação permite nos terrenos que são maioria na cidade.

Dentro dessas circunstâncias, nosso escritório foi chamado para projetar um edifício de quatro pavimentos no Bairro Bonfim (Rua Appel, entre Rua Venâncio Aires e Rua dos Andradas) para uma nova construtora na cidade, a BR Construtora. O Residencial Roma, apesar dos aparentes 4 pavimentos, e do terreno de 11 metros de testada por 40 metros de fundos, vai além do edifício de 4 pavimentos padrão. O Roma possui subsolo com garagens e conta com apartamentos duplex no último pavimento, tornando-o tecnicamente em uma edificação de 6 pavimentos. Apesar da norma e da legislação não exigir elevador, o Roma terá um elevador que dará  mais conforto aos moradores.

Corte perspectivado da edificação

A edificação está localizada em um lote com frente oeste, e organiza-se de forma racional, com circulação e serviço na fachada sul e áreas de permanência dos apartamentos a norte. Por se tratar de um terreno longo, as fachada a norte e sul tem proporções grandes, desta forma os apartamentos tem quase que todos os seus compartimentos voltados à norte, o que permitirá uma excelente insolação no inverno, e uma reduzida insolação no verão. E para quem está habituado ao ambiente santa mariense sabe que a possibilidade de vista ao norte, para os morros, é sempre muito bem vinda.

Pavimento tipo do Residencial Roma
Planta Apartamento 1 dormitório
Planta Baixa apartamento 2 dormitórios

O Residencial Roma possui apartamentos de 1 dormitório com aproximadamente 48 m² privativos e apartamentos de 2 dormitórios com 80 m² privativos. As coberturas duplex, com duas suítes, ficam com 105 m². A edificação procura estar atualizada com os elementos de conforto e tecnologia da sua época, ela já possui espera para Splits, onde o dreno e a pre-instalação é feita, gás central, espera para aquecimento a gás dos chuveiros, além da imprescindível churrasqueira, que fica nas sacadas dos apartamentos, ponto onde só o clima irá impedir de chegar sol.

Estudo de cores e revestimento Residencial Roma

Afinal Roma é ao norte.

Escrito por

Gaúcho, Santa Mariense, Arquiteto e Urbanista que um dia foi anarquista.

4 comentários em “As edificaçãoes de 4 pavimentos e o Residencial Roma

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s